fundo do menu.png

Faça sua máscara em casa com essas dicas

Com o aumento na procura de materiais de proteção individual ligados a área da saúde em todo o mundo, entidades ligadas a saúde têm recomendado para que a população busque meios alternativos para a proteção individual, entre elas a confecção de máscara em casa.


Empresas especializadas na produção desse EPI não estão conseguindo acompanhar a demanda, os governos dos países estão comprando diretamente com as empresas para destinar esse material o mais rápido possível para os trabalhadores da área da saúde, são toneladas e mais toneladas de luvas, máscaras e outros itens sendo fabricados quase que 24h por dia.


Recomendação oficial

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as máscaras hospitalares sejam utilizadas apenas pelos profissionais de saúde que trabalham diretamente com os infectados e pelos pacientes, para evitar que eles passem adiante o COVID-19.

Mas, mesmo assim, houve uma corrida desenfreada por parte da população em busca de máscaras, o que fez o produto faltar rapidamente. No Brasil o Ministério da Saúde passou a recomendar que a população produza sua própria máscara, deixando os materiais oficiais para a saúde e os infectados nos hospitais.


O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos do América (CDC) preparou uma cartilha com as instruções para a confecção de três modelos do acessório. A recomendação do CDC é utilizar um tecido de algodão resistente, como aqueles utilizados em camisetas ou lençóis. Lenços muito finos podem não ser eficientes e garantir a proteção necessária para você ou para as outras pessoas.

Diferente do álcool em gel, que é proibido produzir de forma caseira, as máscaras podem ser feitas com algumas dicas simples, nós vamos trazer duas opções nesse artigo para você aprender a montar sua própria máscara.


Primeira opção: para quem tem máquina de costura

1. Se você tem uma máquina de costura já é uma ajuda e tanto. Então mãos à obra: recorte dois retângulos de 25 por 15 centímetros de tecido de algodão. Coloque um em cima do outro e costure-os juntos. Deixe a estampa aparecendo, se você quiser.


2. Em um segundo momento é hora de dobrar as bainhas para dentro (deixando a estampa para fora). Do lado maior, dobre 0,5 centímetro para dentro. Do lado menor, dobre 1 centímetro para dentro. Depois disso, costure as pontas da bainha (lembre-se de deixar espaço para transpassar os elásticos da máscara).


3. Pegue dois elásticos, também com 15 centímetros de comprimento, e passe cada um em uma das bainhas mais largas da máscara. Estes são os espaços para as orelhas. Amarre bem as pontas dos elásticos. (Caso não tenha linha ou elástico de costura, use uma faixinha ou elástico de cabelo.)


4. Em um quarto e último passo puxe com cuidado o elástico para que os nós fiquem por dentro da bainha. Certifique-se de que o tecido esteja apertado (mas confortável), cobrindo sua boca e seu nariz. Em seguida, costure firmemente o elástico no lugar para evitar que ele escorregue. Pronto!


Segunda opção: sem máquina de costura

1. Para quem não tem uma máquina de costuma, tão pouco sabe costurar, não se preocupe. Dá para fazer máscaras caseiras simples com tesouras e criatividade. O primeiro passo é recortar a bainha de uma camiseta certificando-se de que o tecido tenha ao menos 15 centímetros de altura.


2. Segundo passo é recortar um retângulo de aproximadamente 10 centímetros a partir de um dos extremos do tecido, deixando tiras em cima e embaixo de 1 centímetro cada uma. A parte que sobrar será utilizada para cobrir seu rosto. Depois disso, separe as pontas de 1 centímetro da máscara (elas serão utilizadas como alças).


3. Use o retângulo para cobrir o rosto e a boca (a parte mais larga deve estar na horizontal). Então, faça um nó com as alças superiores no topo da cabeça, deixando-as firmes. Depois, faça um nó com as alças inferiores em seu pescoço. Pronto!


Higienização das máscaras

Um ponto importante em relação às máscaras de tecido é sua higienização constante. De acordo com os especialistas, é preciso lavá-las com água e sabão após cada uso. Também é preciso ter muita atenção para que, durante a limpeza, o usuário não coloque as mãos nos olhos e na boca. Borrifar álcool 70% na forma líquida também pode ser eficaz, embora a recomendação ainda seja a lavagem com água e sabão para a higienização ser mais completa no tecido em questão.


Além disso, sempre que você perceber que a máscara de tecido está úmida, é sinal de que ela precisa ser trocada. De acordo com a CDC as máscaras de pano podem até aumentar o risco de infecção, principalmente se você não lavar regularmente. Elas podem absorver a umidade e fornecer um terreno fértil para a colonização e proliferação de bactérias.

Por fim, os profissionais de saúde ressaltam que utilizar a máscara de tecido não basta para a prevenção de contágio pelo novo coronavírus. É essencial praticar o distanciamento social em casa e no trabalho e higienizar as mãos constantemente, cuidando sempre para evitar coçar os olhos ou ficar mexendo na máscaras com as mãos. E, vale ressaltar, retire e coloque a máscara sempre pela alça das orelhas.

Tomando todas essas precauções você estará menos vulnerável ao COVID-19 e outras doenças virais que já circulam em nosso meio.


2 visualizações

Franquia Pará

Matriz localizada em:

Rua A, Nº 627A - Cidade Nova

Parauapebas - PA

rhtopprofissional@gmail.com

© Todos os direitos reservados 2020 | Top Formação
  • Fan Page Top Formação
  • Insta Top Formação
  • YouTube - Círculo Branco